Um toque de delineador!

Marilyn Monroe, Audrey Hepburn, Françoise Hardy e Brigitte Bardot delineavam as pálpebras muito antes de Katy Perry sonhar em fazer a combinação de tracinhos azul com preto e de Camila Belle ser a rainha dos puxadinhos saindo centímetros na lateral dos olhos. E de lá pra cá, o que mudou? Afora a maior variedade de marcas, cores, pincéis, texturas, a intenção é a mesma: ficar com olhos de gatinha!
Muitas meninas têm dúvidas de como combinar o delineador com o resto da make e, mais, de como fazer o tal traço. É claro que depende bastante do formato dos olhos, mas existem alguns truques para reduzir as chances de um desastre! Pra começo de conversa, vamos espiar como são os delineados mais usados por aí?
 1. Definidos: O tracinho acompanha o formato do olho, sem puxar no canto externo, mas marcando bem. É um dos preferidos de Penélope Cruz e Whitney Port, que têm os olhos mais arrendodados, e também bastante usado com  maquiagens básicas, entre nudes e rosinhas – apesar disso, sempre encontram espaço nas ousadias como o 80’s da Scar Jo.
 
  
2. Puxadinhos: Então, é aí que o tracinho sai do olho formando um puxadinho para fora, que pode ser fininho (Alexa Chung) ou power (Rihanna), simples (Keira Knightley) ou duplo (Katy Perry e o colorido), mais reto ou mais curvo, e até encontrar o tracinho do canto externo inferior. E assim vai: o importante é o risco.
3. Divas: Tópico criado só para mostrar as três mulheres que, para mim, usam o delineador com mais sabedoria, variando estilos e ficando lindas com todos. São as divas dos puxadinhos! A Eva Mendes costuma fazer uma coisa que eu adoro: puxar só do meio para o canto externo. Além de mais fácil, dá uma alongada extra!
 
Na hora de delinear, já levando em conta o traço escolhido, é importante decidir bem qual o tipo de delineador vai ser usado – a textura (líquido, gel, cremoso) e o pincel (ponta mais durinha, chanfrado, os que já vem mergulhados no líquido, os de caneta automáticos). Os preferidos de minhas amigas são a caneta Duda Molinos e o da Avon, mas sei que muita gente ama de paixão e não troca por nada o Fluidline da MAC
Para quem está começando, em creme/gel é a opção mais fácil, mas, se for líquido, deve ter bastante produto para não secar durante a aplicação – porque fazer de pouquinho em pouquinho pode dificultar ainda mais. Cada pessoa vai preferir um e, para saber, só testando mesmo. Um dos melhores truques é desenhar antes a linha com sombra ou lápis, que são mais fáceis de apagar se der errado.
Aí, é partir pro traço: tamanho, inclinação, curvatura, grossura são coisas que se descobre com a prática, mas alguns maquiadores indicam que: 1. seja feito olhando para frente no espelho; 2.  sem puxar a pele, para não deformar depois; 3. começar do canto externo (de até onde você quer que vá) para o interno. 
Outro truque simples é fazer primeiro o olho que tem mais dificuldade, para depois não ficar sofrendo tentando igualar os dois. Aliás, o mais importante de todo o processo é não apenas saber fazer um olho, mas os dois, e tentar deixar iguais! E sempre bom ter cotonetes e demaquiantes à mão para retirar os excessos e borrões!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: